Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
Seres Vulneráveis / Vulnerabble Beings

Seres Vulneráveis / Vulnerabble Beings

Teatro & Arte | Museu

Central

Central
Classificação Etária
A classificar pela CCE
Bilhete Pago
A partir dos 12 anos
2021
out
29
a
2021
nov
28
Realizado

Promotor

Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

Breve Introdução

Seres Vulneráveis
Assembleias públicas sobre o espaço e o tempo das epidemias
Assembleia I Tuning In: 29/10 a 31/10/2021
Assembleia II Sounding Out: 26/11 a 28/11/2021

O contágio é sempre uma função da proximidade uma proximidade que começa a tornar-se desconfortável.

No seu relatório mais recente, a Plataforma Intergovernamental de Políticas Científicas sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistémicos (IPBES) observa que "as pandemias estão a tornar-se mais frequentes, impulsionadas por um aumento contínuo dos eventos de doenças emergentes subjacentes", e que estas são causadas pelas consequências ecológicas da expansão agrícola e urbana.

Seres Vulneráveis é a primeira parte de um projeto multissectorial, organizado por Andrea Bagnato e Ivan L. Munuera, que utiliza o espaço físico como a lente privilegiada para compreender as doenças infeciosas.

Como se sabe, a saúde pública a ciência e a prática de controlo do contágio reformulou edifícios e cidades. Contudo, embora as melhorias no mundo ocidental tenham sido inegáveis, a saúde pública foi também um instrumento de opressão e segregação colonial e tais legados permanecem pouco examinados. E quando a pandemia do VIH começou em 1981, tornou-se claro que mesmo no Ocidente, os indivíduos e grupos sociais que não seguiam a "norma" foram excluídos da mesma. O projeto parte destas considerações para formular três perguntas: Como se produz e espacializa o conhecimento epidemiológico, e como se abre a "caixa negra" da ciência? Como podemos re-significar a doença e a saúde, para acabar com as metáforas problemáticas? Que formas de envolvimento coletivo, inventividade e solidariedade são possíveis?

Para Seres Vulneráveis, reunir-se-ão artistas, académicos e ativistas em duas assembleias presenciais no maat em Lisboa, numa densa agenda de palestras, diálogos, exibições, música, e atuações, durante todo o dia. A primeira assembleia, Tuning In (29/10 a 31/10/2021), começará no rescaldo da pandemia, e questionará quais as vozes que precisam de ser ouvidas. A segunda assembleia, Sounding Out (26/11 a 28/11/2021), voltará às histórias e geografias inesperadas, e antecipará possíveis futuros.

Este programa terá lugar numa área especialmente concebida dentro do edifício da Central, onde os resultados destas assembleias - sob a forma de vídeos, textos e material impresso - permanecerão visíveis para o público do museu, no período intercalar entre as duas sessões e até ao final de 2021.

Nota: Capacidade do espaço sujeita a disponibilidade de cada sala.

-
Partilhar
MEMBERSHIP

Serviços Adicionais

Veja ainda: