Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
CIRCO

CIRCO

Teatro & Arte | Dança

Casa da Criatividade

Sala Principal
Classificação Etária
Maiores de 6 anos
Bilhete Pago
Todas as Idades
2019
mai
31
a
2019
jun
01
Realizado

Duração

75 minutos

Abertura Portas

20:30

Intervalo

Intervalo 15 min.

Produtor

Kale Companhia de Dança

Breve Introdução

31 maio 2019, 21:30, Sessão para Famílias

I PARTE Orquestra Clássica do Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian
& K2 Companhia de Dança


1 de junho 2019, 19h30, Sessão para Famílias

I PARTE Orquestra Clássica do Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian
& K2 Companhia de Dança

PROGRAMA

1ª Parte
Sinfonia nº 1 de L. van Beethoven
Orquestra Clássica da EACMCGA & K2 Companhia de Dança
Coreografia: Sara Moreira e Inês Cerqueira
Maestro: Carlos Pires Marques
Duração: ca. 28 minutos *

2ª Parte
CIRCO
Duração: 60´

Sinopse

A propósito da efeméride do Dia Mundial da Criança, a Câmara Municipal de São João da Madeira, em parceria com o Ginasiano Escola de Dança, propõe a todas as crianças e famílias do Município de São João da Madeira, uma viagem artística ao território poético, intemporal e fantástico do CIRCO, num espetáculo de crianças para crianças.


CIRCO Território repleto de magia e encantos mas principalmente de disciplina, rigor e dedicação. O espetáculo será uma aposta na pluralidade de processos criativos integrando as linguagens expressivas que compõem o currículo da formação em dança, proposto aos nossos alunos de 2º e 3º Ciclos do Polo de São João da Madeira. O corpo, nosso instrumento de trabalho, será convidado a tornar-se um corpo circense e experimentar diversas realidades coreográficas, estéticas, sensoriais e dramatúrgicas onde o espaço, o tempo e os objetos irão integrar-se em sintonia numa composição de grupo repleta de alegria e energia.

Promotor

Ginasiano Escola de Dança
KALE - Companhia de Dança CRL

Informações Adicionais

I PARTE
Sinfonia nº 1, Op. 21 de Ludwig van Beethoven (1799-1800) muito embora influenciada pelo classicismo da Primeira Escola de Viena revela já a vontade de transgredir a forma, explorando ao máximo a amplitude do fraseado e o âmbito dinâmico. Esta ânsia de mudança, de quebrar com regras e convenções e de explorar novas possibilidades em todos os sentidos, leva a que a herança de dança tradicionalmente presente na sinfonia clássica o Menuetto como terceiro andamento também aqui esteja distante da sua origem coreográfica, distanciando definitivamente a sinfonia de qualquer influência extramusical. O vanguardismo de Beethoven conduziu a um aprofundar do conceito de música pura ou absoluta que funcionou como um grito de independência desta face à dança ou à literatura. Aqui propomos o encontro de dança e música, encontro esse que pretende tão simplesmente reverenciar, celebrar, comemorar as vanguardas de outrora, e provocar, questionar, incentivar os jovens que aqui se apresentam e o seu fazer artístico.
Catarina Costa e Silva / Pedro M. Santos

K2 Companhia de Dança
A K2 é um projeto de aproximação e preparação de jovens, para o trabalho pré-profissional, desenvolvendo desta forma perspetivas e competências neste caminho. Nasce da parceria entre o Ginasiano Escola de Dança e a Kale Companhia de Dança, com um funcionamento próprio onde é especialmente fomentada e estimulada a dimensão performativa e vivência profissional da dança, através do desenvolvimento de repertório orientado para a faixa etária juvenil. A K2 integra bailarinos em formação artística especializada, entre os 12 e os 15 anos de idade, acompanhados de profissionais das artes performativas.

Intérpretes:
António Faustino, Ana Carolina Manso, Ana Rita Barbosa, Carolina Conceição, Carolina Fernandes, Carolina Oliveira, Daniela Mendes, Érica Semblano, Guilherme Carvalho, Inês Rocha, Inês Correa, Inês Pereira, Joana Azevedo, Larissa Cristalli, Madalena Pires, Mafalda Costa, Mafalda Domingues, Maria Sousa, Maria Benedita Marques, Maria Miguel Lino, Maria Inês Faria, Maria Pedro Silva, Mariana Vieira, Marta Seixas, Matilde Almeida, Rita Fernandes, Rita Soares, Rui Pedro, Sara Furunes, Vicente Melo

Orquestra Clássica da EACMCGA
A Orquestra Clássica do Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian surge âmbito de uma disciplina curricular do plano de estudos do ensino artístico especializado da música, a classe de conjunto. Esta orquestra é atualmente coordenada pelo Prof. Domingos Lopes, que foi o seu fundador. Nos cerca de 30 anos de existência, a Orquestra Clássica do CMACG, apesar de renovar anualmente os alunos que nela participam, tem vindo a crescer. O desenvolvimento técnico dos seus executantes, a persistência e dedicação dos professores que trabalham com a orquestra, e as maiores exigências por parte do mercado de trabalho permitiram a evolução da orquestra em termos artísticos e de reportório. Ao longo dos anos a Orquestra Clássica tem-se apresentado em público com elevado desempenho artístico e tem apresentado obras de diferentes compositores, entre os quais: W. A. Mozart, L. van Beethoven, F. Schubert, A. Dvorak, E. Grieg, C. Debussy, E. Elgar, Vivaldi, G. Holst, C. Gounod, G. Jacob, J. Sousa Carvalho, Marcos Portugal, J. Braga Santos.

A Orquestra Clássica apresenta-se regularmente ao público, em formação Tutti, Cordas ou dodecateto de Sopros, em atividades internas do Conservatório e em diversas salas de espetáculo do país, das quais se destacam na região de Aveiro o Teatro Aveirense, Cine Teatro de Estarreja, Cine Teatro e Anadia, Museu da Vinha e Do Vinho (Anadia), Centro Cultural de Ílhavo, Orfeão de Ovar, Oliveira do Bairro, Vagos, Oliveira de Frades. Realiza concertos por todo o país, designadamente no Distrito e Portalegre, do Porto, de Viseu, e no Centro Cultural de Belém. A orquestra tem acompanhado diferentes solistas. Apresenta-se todos os anos letivos com 1 ou 2 solistas, convidados ou alunos do Conservatório. A orquestra Clássica do CMACG fez a sua primeira internacionalização com a participação no Festival Internacional de Orquestra Juvenis que decorreu em Ahrensburg em abril de 2016 (de 14 a 18), a convite da Verein Jugendorchester Ahrensburg (Associação de Orquestras Juvenis de Ahrensburg arredores de Hamburgo, Alemanha). Foi a primeira vez que o referido festival convida uma orquestra Portuguesa.

Carlos Marques / Maestro
Carlos Manuel Pires iniciou os estudos musicais na Banda Marcial de Fermentelos, tendo estudado Clarinete e Violoncelo no Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian com Arménio Pinto e Isabel Boiça, respetivamente. É Licenciado em Clarinete pela Universidade de Aveiro, onde estudou com António Saiote e Luís Silva, é Mestre em Psicologia da Música e Doutor em Psicologia pela Universidade do Porto. Na qualidade de instrumentista obteve o 1.º prémio no concurso da Juventude Musical Portuguesa em 1990, na Categoria da Música de Câmara (nível médio). Desenvolve intensa atividade de composição e direção, tendo sido premiado em diversos concursos nacionais e internacionais: no Concurso de Composição Valentino Bucchi em Roma (Itália) em 1992, 1.º prémio no concurso para jovens compositores promovido pelo Inatel em 1994; Grande Prémio do concurso de composição Maestro Silva Dionísio em 2004; e 1.º prémio no concurso de composição General Firmino Miguel (2.ª edição). Obras de sua autoria, para diversas formações, têm sido executadas em Portugal, França, Holanda, Hungria, Itália, Noruega, Inglaterra, USA, Canada, México e Venezuela. Integra regularmente Júris de Concursos Nacionais e Internacionais de Clarinete, Composição e de Bandas (Wind Ensembles e Wind Bands). Na área da Direção de Orquestra e de Banda tem participado em cursos da especialidade com Robert Houlihan, Rodolfo Saglimbeni, Denise Ham, George Hurst, António Saiote, Paavo Järvi, Leonid Grin, Neeme Järvi e Timothy Reynish. É Diretor do Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian.

Estacionamento

Estacionamento subterrâneo a 50 metros

Partilhar
Cartão Amigo
Novembro Jazz 2019 - 1ª Plateia
Novembro Jazz 2019- 2ª Plateia+Orquestra