Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
Concerto Coro TNSC 25 setembro

Concerto Coro TNSC 25 setembro

Música & Festivais | Concerto

Teatro Nacional S. Carlos

Salão Nobre
Classificação Etária
Maiores de 6 anos
Bilhete Pago
Todas as Idades
2020
set
25

Sessão

25 set 2020 20:00
Dias
Hrs
Min
Seg

Duração

60 minutos

Promotor

OPART - Organismo de Produção Artística, EPE

Breve Introdução

Teatro Nacional de São Carlos
Salão Nobre

Concerto Coro do Teatro Nacional de São Carlos
25 de setembro de 2020 20h

Piano: Joana David
Direção Musical: João Paulo Santos

Elementos do Coro do Teatro Nacional de São Carlos
Maestro Assistente: Kodo Yamagishi

M/6

Franz Schubert
Der 23. Psalm
Ständchen

Robert Schumann
Die Capelle op. 69 n.º 6

José Viana da Mota
Frage und Antwort
Ein Gebet

Francisco Lacerda
Amar [primeira audição em tempos modernos]
Provérbio de Salomão [primeira audição em tempos modernos]
Guitarras de Alcácer [primeira audição em tempos modernos]

Reynaldo Hahn: Les Muses pleurant la mort de Ruskin

Gabriel Fauré: Caligula

Eurico Carrapatoso: Vita brevis [estreia da versão com piano]

Concerto pelos naipes femininos do Coro do Teatro Nacional de São Carlos onde, na primeira parte, surgirá a cultura alemã romântica em toda a sua pujança, com obras de Schubert e de Schumann que musicam textos de Walter Scott (cuja produção foi fonte inesgotável para os primeiros românticos), Grillparzer e Uhland. Encontraremos o romantismo no seu estertor com a obra de Viana da Mota, prova da imersão do pianista e compositor no ensino e na cultura alemães.
Posteriormente, teremos um paradigma francês, com as obras de Hahn e Fauré. Deste último, a curiosa e menos divulgada música de cena escrita em 1888 para a reposição do drama Calígula de Alexandre Dumas.
A produção nacional encerrará o concerto com uma estilização de música popular do açoriano Francisco de Lacerda e com uma obra de Eurico Carrapatoso que nos recordará, uma vez mais, a enorme ligação da produção deste compositor transmontano contemporâneo à grande poesia universal.

Informações Adicionais

Mediante as normas de segurança definidas pela DGS para as salas de espetáculos, a marcação de lugares respeita as regras de distanciamento social.

Obrigatório o uso de máscara.

Preços

  • Plateia - 10€

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda:

La Wally

Música & Festivais | Ópera

Teatro Nacional S. Carlos

Sala Principal