Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
Dançar em Tempo de Guerra

Dançar em Tempo de Guerra

Teatro & Arte | Dança

Teatro Camões

Teatro Camões
Classificação Etária
Maiores de 6 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2021
abr
29
Realizado

Promotor

OPART - Organismo de Produção Artística, EPE

Breve Introdução

Dançar em Tempo de Guerra é um programa que reúne duas obras e coreógrafos de grande referência do século XX, Martha Graham e Kurt Jooss. Chronicle e A Mesa Verde, ambas criadas na década de 30 do século passado, refletem as inquietações dos seus autores sobre a ideia de guerra. Se Jooss trabalha a partir dos efeitos da I Guerra Mundial, Graham dá uma resposta ao violento crescimento do fascismo na Europa e que iria desencadear na II Guerra Mundial. Depois de ter sido dançada a última vez na CNB, em 1987, A Mesa Verde regressa aos palcos juntamente com Chronicle, de Martha Graham, coreógrafa que passa a integrar o repertório da CNB.
No âmbito deste programa, a CNB convida o artista visual André Guedes a conceber uma exposição para o foyer do Teatro Camões, sobre estas obras e o se seu contexto político, social e cultura.

Sinopse

CHRONICLE - Martha Graham

Estreado em dezembro de 1936, Chronicle é uma resposta da coreógrafa americana Martha Graham à ameaça do fascismo na Europa. Não traduzindo uma representação realista dos acontecimentos, a intenção é antes universalizar a tragédia da guerra. Originalmente criado em cinco secções, foi, entretanto, remontado pela Martha Graham Dance Company, e é hoje apresentado numa versão reduzida a três secções: Spectre-1914, Steps in the Street e Prelude to Action. Esta é a primeira obra de Martha Graham a integrar o repertório da CNB


A MESA VERDE - Kurt Jooss

Em julho de 1932, do coreógrafo alemão Kurt Jooss estreou A Mesa Verde no Théâtre des Champs-Elysées em Paris.
Inspirado por uma dança da morte medieval e pelo rescaldo da primeira guerra mundial, esta obra retrata várias facetas da guerra, começando com uma conferência e passando pela mobilização, o combate, a especulação de guerra, os refugiados e, novamente, a conferência; a morte está sempre presente.
Considerada uma das obras coreográficas mais marcantes do século XX, A Mesa Verde é também o mais emblemático trabalho de Jooss tendo recebido o primeiro prémio do Concurso de Coreografia organizado por Les Archives International de la Danse em Paris.
A Mesa Verde integrou o repertório da CNB em 1984 e foi dançada pela última vez por esta companhia há 33 anos.

Ficha Artística

CHRONICLE

Coreografia e figurinos - Martha Graham
Musica - Wallingforg Riegger
Desenho de Luz Original - Jean Rosenthal
Reconstrução de desenho de luz original de Steps in the Street David Finley
Reconstrução de desenho de luz original de Spectre - 1914 e Prelude to Action Steven L. Chelley
Estreia 20 Dezembro 1936, no Guild Theatre, em Nova Iorque
Estreia na CNB 11 Março 2020, Teatro Camões, Lisboa


A MESA VERDE

Coreografia - Kurt Jooss
Música - Fritz Cohen
Projeto - Hein Heckroth
Libretto - Kurt Jooss
Design de luz - Hermann Mankard
Estreia Absoluta 3 julho 1932, Thèatre des Champs-Elysées, Paris
Estreia na CNB 13 Maio 1984, Teatro São Luiz, Lisboa

Informações Adicionais

CHONICLE x DER GRUNE TISCH
EXPOSIÇÃO

29 ABRIL A 23 MAIO
FOYERS DO TEATRO CAMÕES, LISBOA

Pode uma coreografia pensar e mesmo antecipar a História? Pode ela contribuir, enquanto objeto artístico para a reflexão política e social do seu tempo?
Esta exposição aborda as peças de Martha Graham e Kut Jooss apresentadas no programa Dançar em Tempo de Guerra como folha de sala expandida espacialmente.
Convocando diferentes registos fotografias, documentos gráficos e escritos ela associa uma componente descritiva e textual a uma dimensão objetual-escultória.
O objetivo é contextualizar artisticamente e historicamente estas obras, concebidas quase sincronicamente na década de 30 do século xx, em resposta ao conflito bélico que se adivinhava entre nações. Presságios de lados opostos do Atlântico.

Conceção- André Guedes
Apoio à Investigação - Catarina Canelas
Desenho Gráfico - Ana Baliza

Preços

Plateia A – 20€

Plateia B – 18€

Plateia C – 15€

Plateia D – 10€

                       

DESCONTOS                                                                                                

 

Menores de 25 – 25%

Maiores de 65 – 25%

Grupos >10 pax – 15% (apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro

Nacional de São Carlos)        

Cartão FNAC – 15% (até 2 bilhetes, mediante apresentação do cartão no acto da compra; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões, Teatro Nacional de São Carlos e lojas FNAC)

Cartão LisboaViva – 15% (até 2 bilhetes, mediante apresentação do cartão no acto da compra; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

Desempregados - 25% (para o próprio; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

És.Cultura’18 – 100% (para quem completa 18 anos no ano de realização do espetáculo; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

Profissionais e estudantes da área do espetáculo - 25% (para o próprio; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)  

Pessoas com necessidades especiais - 25% (para o próprio e 1 acompanhante; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

CNB em Família – 50% (até dois adultos quando acompanhados por criança(s) até 12 anos, apenas aplicado aos Sábados e Domingos)

           

 

CONDIÇÕES

Os descontos não são acumuláveis e aplicam-se em todas as plateias e espetáculos, exceto visibilidade reduzida e galerias;

Os lugares de visibilidade reduzida e galerias só estão disponíveis na bilheteira do Teatro Camões uma hora antes do espetáculo, em caso de lotação esgotada.

Transportes Públicos

Autocarros Carris: 728 e 26B

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda:

Ernani

Música & Festivais | Ópera

Teatro Nacional S. Carlos

Sala Principal

Il Tabarro

Música & Festivais | Ópera

Teatro Nacional S. Carlos

Sala Principal